Arroz Cubano. É o Congri, muito mais que um arroz e feijão.

Arroz Cubano. Um arroz e feijão muito especial feito em Cuba

Arroz Cubano é uma receita de forte influência africana e que tornou-se um dos pratos mais populares em terras cubanas.

O Congrís é um prato quase brasileiro. Trata-se de arroz com feijão vermelho cozidos juntos na mesma panela.

Em Cuba , o arroz é considerado um prato diário em quase todas as casas. 

Da formação da colônia à república, este prato passou por vários estados até se tornar uma identidade nacional. 

Entre eles estão o arroz com frango , o arroz com porco (porco), o arroz com peixe ou marisco (além da paella ), o arroz congrí e os mouros e cristãos. 

Estas últimas são as que figuram na identidade nacional cubana, embora existam receitas categorizadas como cubanas.

O congrí, isto é, o arroz com feijão vermelho , cujo nome se presume ter sido incorporado a partir de um declínio e mistura de francês e africano, originário dos escravos, introduzido pela primeira vez em Santo Domingo (Hispaniola) e depois de 1516 em Cuba. 

Este nome refere-se a: cong , uma palavra africana para feijão; e riz como francês para arroz.

O que se passa com os mouros e cristãos é a simples alusão ao período de dominação árabe ou moçárabe em Espanha , ou seja, os mouros (negros ou árabes) e os cristãos (brancos e louros). 

Pois bem, é de facto que o arroz foi introduzido na Espanha justamente pelos árabes após uma estadia no Médio Oriente desta erva originária da Ásia .

Em outros países da América e especialmente na América Latina , o congrí, como tal devido ao feijão vermelho, tem algumas variantes devido à adição ou mudança de ingredientes, como é o caso do Congrí panamenho que usa óleo de coco .

Arroz Cubano – Delicia da Ilha

Arroz Congri (com feijão Vermelho) ou Arroz Moro (com feijão Preto)

Ingredientes

  • 2 xícaras de arroz branco de grão longo
  • 1 xícara de feijão preto de grão pequeno para caldos
  • 2 xícaras de caldo de feijão preto
  • 1 cebola branca grande
  • 4 dentes de alho grandes
  • 2 pimentões (verde e vermelho)
  • uma pitada de orégano terrestre
  • 1 folha de louro grande
  • 1/4 xícara de óleo vegetal, de preferência de girassol
  • 1 colher de chá de sal

Preparação

  • Lave o feijão preto previamente escolhido e leve ao fogo em uma panela rápida com água em abundância que cubra completamente o feijão
  • Coloque a válvula de pressão e conte 30-40min, esfrie e retire a tampa da panela e verifique o grão é macio.
  • Retire o caldo e reserve.
  • Coloque os grãos de feijão macio para refrescar.
  • Coloque a cebola picadinha e o alho, os pimentos em tiras bem finas, o orégano e o azeite numa panela e frite levemente até que a cebola fique dourada,
  • acrescente o caldo de feijão, os grãos, o arroz lavado, o louro e o sal e cobertura.
  • Leve ao fogo médio até o arroz começar a ferver e depois mexa para evitar que grude no fundo da panela
  • continue cozinhando em fogo baixo, até que o arroz esteja completamente seco. Este processo de secagem pode levar de 10 a 15 minutos.
  • Mexa novamente, retire o fogo e deixe esfriar antes de servir.

Esta receita básica do arroz Moro pode incluir a adição de carne de torresmo, para a qual basta no preparo do molho incorporar pequenos pedaços de porco e fritar com a cebola e o resto dos ingredientes sem outras variações, esta variante incorpora De sabor muito especial ao arroz e com maior teor de gorduras e proteínas animais, é uma variação da receita de acordo com o gosto e os costumes locais.

Mais três boas sugestões pra você:

Deixe uma resposta