Você olha sempre pra sua própria Árvore de Natal ?

Você olha sempre pra sua própria Árvore de Natal ?

Quando nascí, também tive meu Natal.
Faz tempo !
Uma árvore novinha me esperava.
Seus enfeites:
Meus jovens pais – bem mais jovens do que sou agora
Meus avós – mais jovens do que eu agora
Tios, tias.
Primos que já tinham tido seu Natal.
Uma árvore linda com enfeites
os quais foram ganhando seu significado a cada dia vivido.

A cada ano, novos enfeites, amigos do parquinho municipal,
colegas do primário no Educandário Espírito Santo.
amigos da rua Bom Sucesso, no Tatuapé.

Papai Noel e sua árvore, era apenas em dezembro.
No presentinho que meu querido pai podia comprar.
Ao lado do presépio, de que meu nonno religioso jamais abriu mão.
….e a tão esperada reunião de familia.

Mas minha árvore de Natal sempre foi aquela de todos os dias.
tantas novas estrelas vieram enfeitá-la, a cada dia.
Outras estrelas que foram perdendo seu brilho e se tornando saudade.

Vieram tempestades de dúvidas e lutas.
Bonanças de aconchego e conquistas.
Minha árvore permaneceu lá, ereta,
sempre com novas estrelinhas acendendo
e outras que aos poucos se apagavam na saudade

Vieram e se foram: amores, amigos, gente querida.
Vieram os filhos, estas estrelas mais importantes.
Estes anos de velhice começaram
Esta árvore continua firme e mais esperançosa ainda.
Nutrida por raizes fortes que arrancam da vida
a seiva de esperança diária
Alheia às ervas daninhas
E, apesar de um tanto antiga, minha árvore
é robusta em seu orgulho de ser parte de uma enorme floresta
onde vemos novas arvorezinhas surgindo para o futuro.

Pequenos arbustos verdinhos
que continuarão escrevendo, a história da humanidade.

Que venham renovar o ar de nossas vidas
como este Menino que renasce a cada ano
trazendo sua linda árvore de ensinamentos

Aldo Della Monica

Deixe uma resposta