Conserva de Legumes: somente ingredientes saudáveis

1. Conserva de legumes mistos

Experimente fazer a Conserva de Legumes em sua em casa. Separe os potes, os vegetais e mãos à obra:

Ingredientes Para a conserva de legumes

Pepino japonês: 2 unidades médias;
Couve-flor: 1 unidade pequena;
Cenoura: 2 unidades médias;
Cebolas mini: 15 unidades;
Alho: 6 dentes médios;
Batatinhas mini: 10 unidades;
Pimentão vermelho: 1 unidade média;
Pimentão amarelo: 1 unidade média;
Vinagre: 1 vidro;
Sal: 1 + ½ colher (chá);
Açúcar: 1 + ½ colher (chá);
Ervas e condimentos naturais: a gosto.

Modo de preparo

  1. Leve para cozinhar ao vapor as batatas com casca, cenouras, cebolas descascadas e couve-flor. Quando estiverem cozidas, mas ainda firmes, escorra;
  2. Corte os pepinos e os pimentões e pedaços menores e descasque os dentes de alho;
  3. Corte as cenouras em fatias menores, a couve-flor também. Cebolas, alhos e batatas ficam inteiros;
  4. Comece a organizar os vegetais dentro de cada pote, colocando de forma organizada até a metade, em camadas, para ficar bonito e apetitoso;
  5. Coloque um pouco das ervas e condimentos. Preencha com mais vegetais, mais tempero, o sal e o açúcar e depois complete com o vinagre até cobrir;
  6. Tampe, chacoalhe um pouco e leve os vidros para ferver em uma panela com água. Quando levantar fervura, deixe por 30 segundos e desligue;
  7. Guarde em local seco ao abrigo da luz e deixe descansar por 8 dias para que pegue bem o sabor;
  8. Se quiser, depois de fechar e chacoalhar o vidro, abra de novo e coloque uma camada fina de azeite de oliva extravirgem para preservar melhor e dar um sabor extra. Nesse caso, não chacoalhe o vidro.

ORIGEM DAS CONSERVAS

As conservas salgadas chamadas Pickles,  são uma das formas mais antigas de se preservar os alimentos.

Existem relatos de cerca de 4.500 anos atrás, sobre a conservação de pepinos em salmoura.

Embora a Índia tenha contribuído com diversos tipos de culturas, apenas 4 legumes fazem parte dessas colheitas.

Um deles é o pepino (Cucumis sativus), os outros são a Beringela, a Mostarda Indiana e vagem.

A palavra inglesa “Cucumber”, vem do Latin “Cucumis”, do Alemão “Gurke”, Grego  “Aggouria” , francês “Cornichon” e a palavra “Gherkin” que quer dizer em uma língua antiga (Aramáico) pepino salgado em conserva.

ARISTÓTELES JÁ ERA CHEGADO EM UM PEPINO EM CONSERVA

Em 1850 A.C. Aristóteles mencionou o pepino em conserva como possuidor de propriedades curativas

O Pepino é originário da parte norte da Índia, na baia de Bengala e nas regiões próximas dos Himalaias,  o Pepino quase nunca foi encontrado em forma selvagem, mas nessa região se encontra em quase todo lugar.

Alguns relatos indicam culturas no Egito, apesar de não haver dúvida da procedência original ser na Índia e que a profusão veio através dos Judeus, Árabes, Latinos, Armênios, Gregos e outros.

CHINESES IMPORTARAM A IDÉIA BEM ANTES DE CRISTO

A história indica que o pepino foi levado à China cerca de 200A.C.
No início da Era Cristã, pepinos eram cultivados no Norte da África, Ásia menor , no Sul da Europa e outros países do Oriente. A Bíblia menciona picles 2 vezes no Cap 11:5 Isaías 1:8. 

Cleópatra, foi também uma fã das conservas Picles, acreditando no poder do rejuvenescimento e embelezamento.

Os Romanos utilizavam-se de vários processos artificiais de cultivo do pepino, para que pudessem suprir as vontades do Imperador Tibérius, quando o legume estava fora de época. Relatos dizem que o Imperador consumia todos os dias do ano.

TALVEZ VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DISTO:

https://gastronomia.aldous.com.br/arroz-de-forno-com-frango-simples-e-cremoso/
Arroz de Forno com Frango: simples e cremoso

pickled vegetable

Deixe uma resposta