Queijadinha: receita de liquidificador saborosa e fácil

Queijadinha: que tal uma sobremesa que todo mundo gosta e muito fácil de fazer. Sim, esta queijadinha é feita com poucos ingredientes e em poucos passos


INGREDIENTES DA QUEIJADINHA (rende aprox. 20 unidades)
– 1 xícara de coco ralado (100g) fresco ou em flocos úmido e adoçado
– 1/2 xícara de leite de coco (120ml)
– 1 lata de leite condensado (395g)
– 3 ovos
– 1 colher de sobremesa de manteiga sem sal
– 1 colher de sopa de queijo meia cura, ralado

ORIGEM DA QUEIJADINHA

Queijadinha é um típico doce brasileiro, oriundo da culinária portuguesa e sua queijada tradicional, e um dos poucos que não têm origem dos conventos das ordens religiosas.

Culinária do Brasil colonial com influência portuguesa. A receita tradicional da queijadinha, doce típico da região Centro-Oeste de Portugal, é uma mistura de ovos e queijo Serra da Estrela, colocada sobre uma finíssima massa de trigo e levada para assar em forno baixo.

Ajudou na formação do territorio brasileiro por causa do açúcar ( cana-de-açúcar )

Essa verdadeira lenda da doçaria tradicional brasileira também recebeu influência da cultura dos escravos africanos. Conta a história que foi um escravo quem substituiu o queijo pelo coco, o que torna o doce dono de uma característica muito peculiar: embora o nome sugira o contrário, não há queijo na sua composição. O doce é típico no sudeste brasileiro, onde há maior concentração também da colônia portuguesa.


Tal como no caso da queijadinha, a culinária do Brasil é fruto de uma mistura de ingredientes europeusindígenas e africanos.[1] Muitos dos componentes das receitas e técnicas de preparo são de origem indígena, tendo sofrido modificações por parte dos portugueses e dos escravos oriundos da África. Esses faziam adaptações dos seus pratos típicos substituindo os ingredientes que faltassem por correspondentes locais. A feijoada à brasileira, prato típico do país, é um exemplo disso.[2] Os escravos trazidos ao Brasil desde meados do século XVI somaram à culinária nacional elementos como o azeite de dendê e o cuscuz. E as levas de imigrantes recebidas pelo país entre os séculos XIX e XX, vindos em grande número da Europa, trouxeram algumas novidades ao cardápio nacional e concomitantemente fortaleceram o consumo de diversos ingredientes.

A alimentação diária, feita em três refeições, envolve o consumo de café com leitepãofrutasbolos e doces (ah, o doce brasileiro !) no café da manhãfeijão com arroz no almoço — refeição básica do brasileiro, aos quais são somados, por vezes, o macarrão, a carne, a salada e a batata — e, no jantarsopas e também as várias comidas regionais.

TALVEZ VOCÊ CURTA TAMBÉM ESTAS RECEITAS:

Deixe uma resposta